China - Destino de Viagem - Viajar para a China - Guia de Viagem para a China - Viaje para a China - Regiões da China - Parques Nacionais - Passagem áerea - Consulados - Vistos - Passaporte - Olimpíadas de Pequim 2008 - China
 
 


Links e sites oficiais:
Site do Ministério das Relações Exteriores do Brasil

Destinos de viagem por continente
África
América
Antártica
Ásia
Europa
Oceania

 
  Que tal viajar para a China?



Viaje para a China! Veja abaixo as informações para a sua viagem à China. Conheça informações da história, clima, cultura, hospedagem, passeios, praias, museus, cassinos, compras, consulados e dicas de viagem. Saiba também como chegar de avião à China ou como se locomover de metrô, trem, avião e ônibus na China.

Conheça a China
A China é o país mais populoso do mundo. Seus 1,3 bilhão de habitantes ocupam uma área de 9.596.960 km². A China é terceiro maior país de todo o mundo e apresenta atualmente uma das maiores taxas de crescimento econômico. A China é a quarta economia do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, Japão e Alemanha. Nos próximos anos a China deve se tornar a segunda maior economia, superando Japão e Alemanha. Neste cenário a China torna-se cada vez mais um destino de negócios, além das atrações tradicionais e culturais deste país milenar da Ásia. Os Jogos Olímpicos de 2008 em Pequim serão uma oportunidade para conhecer um pouco mais da rica história da China.

Destinos turísticos da China
Cidades:
Pequim (Beijing) | Guangzhou | Guilin | Hangzhou | Kunming | Nanjing | Xangai | Suzhou | Xi'an

Outros destinos:
Muralha da China | Tibete | Rota da Seda | Ilha de Hainan

História da China
A China é uma das civilizações mais antigas do mundo. O Homem de Pequim (denominação científica: homo erectus pekinensis) viveu possivelmente na região 400 mil anos antes de Cristo. Muitas cidades e regiões tiveram reinos em sua história. A primeira unificação da China foi em 221 a.C. Sucessivas dinastias controlaram a China até a proclamação da república em 1911. A República Popular da China foi fundada em 1º de Outubro de 1949 por Mao Tsé-Tung. Em 1959, a região do Tibete se rebelou. Novos protestos voltaram a ocorrer às vésperas dos Jogos Olímpicos de Pequim. Em 1966 foi lançada a Revolução Cultural. Em 1978 a China lançou reformas econômicas profundas. No ano seguinte, foi lançada a política do filho único para conter a explosão populacional. No final do século XX, Hong Kong e Macau voltaram a integrar o país. Em 2003 a China lançou sua primeira missão tripulada ao espaço. O primeiro satélite chinês foi lançado em 1970.

Clima da China
O clima da China é bastante variado devido a sua extensão territorial. A complexidade climática da China pode ser representada por seus diferentes tipos de climas. Enquanto as montanhas do Himalaia apresentam clima subártico, o sul do país tem clima tropical. O norte do país apresenta temperaturas de até –30°C em janeiro, enquanto no sul da China a temperatura já registraram 40°C em julho. A maior parte do país está na zona temperada. As precipitações também variam de acordo com a região. No sudeste da China são 1.500 milímetros anuais, enquanto o seco noroeste do país tem taxas de apenas 50 milímetros anuais.

Cultura da China
A diversidade cultural da China é enorme. A alimentação, música e dança variam de acordo com a região e idioma. A Culinária da China, os métodos de preparação do chá, a Ópera de Pequim, as artes marciais chinesas e a mitologia chinesa encantam o mundo.

Antes de viajar para China
Os vistos de entrada para a China são exigidos de todos os viajantes, exceto para Macau e Hong Kong. Os vistos devem ser obtidos nas embaixadas da China no exterior. Os vistos de turistas para a China permitem a permanência por 30 dias no país em uma única entrada. Portanto, não é permitido ir da China para Macau e Hong Kong e retornar a China.
Saiba mais em:
Consulados da China no Brasil
Embaixada da China no Brasil

Como chegar à China
Como chegar à China de avião
A companhia aérea Air China faz dois voos semanais para Pequim a partir de São Paulo. As principais companhias da Europa e da América do Norte realizam voo do continente para Pequim, Xangai e Hong Kong. Da Oceania, a Qantas e Air New Zealand realizam voos diretos à China. As companhias aéreas asiáticas e chinesas realizam voos em diversas partes do mundo para a China. Quer comprar passagem de avião para a China? Encontre as informações das companhias aéreas da China para a melhor compra de passagem aérea. São empresas aéreas de toda a China. Saiba mais em:
Lista das companhias aéreas da China

Como chegar à China de carro
-

Como chegar à China de barco
A China tem mais de 2 mil portos, sendo 130 abertos aos navios estrangeiros. Existem travessias regulares dos países vizinhos (Japão, Coréia do Sul e Tailândia), além das travessias de Hong Kong e Macau à China. A Star Cruises faz cruzeiros turísticos de Keelung (Taiwan) à Sanya e Xiamen (China continental), passando por ilhas japonesas no caminho.

Como chegar à China de ônibus
Existem linhas que saem do Vietnã, Laos, Paquistão e Nepal. Este último com passagem próxima ao Monte Everest.

Como chegar à China de trem
Pode-se chegar à China de trem a partir dos países vizinhos e até da Europa. Duas linhas (Transmongoliana e Transmanchuriana) da ferrovia Transiberiana fazem o percurso de Moscou (Moscovo) a Pequim (Beijing). Além de linhas do Cazaquistão, Hong Kong (serviços regulares), Vietnã e Coréia do Norte.

Como se locomover na China
Como se locomover na China de avião
A China tem 467 aeroportos, o mais importante é o Aeroporto Internacional de Pequim (PEK), localizado a 27 km da capital chinesa. Fundado em 1958 tem o fluxo de 48,5 milhões de passageiros anualmente. Outros aeroportos internacionais com grande fluxo de passageiros são o Aeroporto Internacional de Hong Kong (HKG), Aeroporto Internacional de Pudong - Xangai (PVG), Aeroporto Internacional de Hongqiao - Xangai (SHA) e o Aeroporto Internacional de Cantão/Guangzhou (CAN). A China tem muitas companhias aéreas que fazem voos domésticos e para os países vizinhos. A dica é comprar voos domésticos no próprio país, mas prepare-se para os comuns atrasos nos voos. Voos do continente para Hong Kong e Macau são considerados internacionais, inclusive para os vistos. Saiba mais em:
Lista das companhias aéreas da China

Como se locomover na China de carro
As rodovias da China crescem em número tão rapidamente quanto a economia do país. Em 2004 já eram mais de 130 mil km. Até 2020 todas as maiorias cidades estarão interligadas com vias expressas. A melhor forma de dirigir na China de carro é alugando um veículo, que geralmente vem com motorista. As ruas da China utilizam o sentido de circulação pela direita, enquanto Hong Kong e Macau utilizam a o sentido esquerdo (mão inglesa). Nas grandes cidades várias placas estão também em língua inglesa.

Como se locomover na China de ônibus
Ônibus municipais e intermunicipais na China são baratos e ideais para pequenas distâncias. São comuns na China os ônibus com beliches para viagens de longa distância. É preciso retirar os sapatos ao entrar nestes ônibus. Os calçados ficam guardados e podem ser calçados novamente nas paradas durante a viagem.

Como se locomover na China de trem
O trem é o meio de transporte mais utilizado no transporte de longa distância. Em Pequim é recomendável comprar as passagens com agentes para garantir a viagem em épocas de grande procura. Os trens na China tem cinco classes. Nas viagens longas são servidas refeições quentes.

Como se locomover na China de metrô
O metrô está presente em dez cidades chinesas (Pequim (Beijing), Chongqing, Dalian, Cantão (Guangzhou), Hong Kong, Nanquim (Nanjing), Xangai, Shenzhen, Tianjin e Wuhan). O metrô de Xangai é o maior do país, com 162 estações e 228,4 km. O mais antigo é o de Pequim, inaugurado em 1969. O sistema de metrô acompanha o forte crescimento econômico do país, com novas estações e linhas inauguradas. Geralmente, as estações de metrô na China são modernas, limpas e eficientes. Os sinais de placas e máquinas de tíquetes estão em inglês e chinês.

Como se locomover na China de bicicleta
As bicicletas são o meio de transporte favorito dos chineses. Entretanto, cuidado com carros e motos que não as respeitam e com o roubo e furto destes veículos. Compre um cadeado e cuidado com motociclistas que fecham o caminho dos ciclistas. Os bicitáxis são muito comuns. São aqueles veículos de tração humana, construídos a partir de uma bicicleta.

Hospedagem na China
Os tipos de estabelecimentos de hospedagem da China são bastante variados. Desde os luxuosos hotéis de cinco estrelas aos alojamentos alternativos. Existem diversos tipos de hospedagem na China como albergues da juventude, hostel, spas, hotéis temáticos e hotéis-butiques.

Passeios na China
Destino de Viagem - China - Pequim / Beijing Passeios imperdíveis na China são a Muralha da China, Tibete, Rota da Seda e a Ilha de Hainan. Os locais mais visitados da Muralha da China ficam próximos de Pequim. A Grande Muralha são, na verdade, diversas muralhas construídas para proteger o país de invasões. As obras começaram em 220 a.C. e no século XV adquiriu os atuais sete mil quilômetros de extensão. A Muralha da China foi eleita uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo em 2007.

Além da Muralha da China o país tem diversos Patrimônios Mundiais da Humanidade como o Monte Taishan, os Palácios Imperiais das Dinastias Ming e Qing em Pequim (Cidade Proibida), Exército de Terracota, Templo e Cemitério de Confúcio e Mansão da Família Kong em Qufu, Cidade Antiga de Lijiang, Túmulos Imperiais das Dinastias Ming e Qing, Santuários do Panda-gigante em Sichuan, entre outros.

Atrações turísticas de Pequim e nas proximidades da cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2008 - Cidade Proibida | Grande Muralha da China | Templo do Céu | Templo do Sol | Templo de Confúcio | Parque Beihai | Zoológico de Pequim | Rua Wangfujing | Shichahai | Parque Jingshan | Praça Tiananmen (Praça da Paz Celestial) | Museu Nacional | Salão do Povo | Ponte Marco Polo | Mausoléu de Mão Tsé-tung | Parque Badachu | Palácio de Verão | entre outros

Em breve você terá também informações de: Cassinos na China | Parques Nacionais da China | Museus da China | Praças da China | Teatros da China | Locais interessantes da China | Ao redor da China

     

Compras da China
A moeda da República Popular da China é o Renminbi, mais conhecida por Yuan por ser a sua unidade básica. Um Yuan é dividido em 10 Jiao e 100 Fen. Em 1999 o Renminbi foi modificado com cédulas de ¥1, ¥5, ¥10, ¥20, ¥50 e ¥100 e moedas de 1 jiao (¥0.1), 5 jiao (¥0.5) e ¥1. Recomenda-se trocar dinheiro apenas no Bank of China (BOC). Fora de grandes estabelecimentos os cartões de crédito geralmente não são aceitos. Em quase todos os produtos está incluído o VAT (Value Added Tax - Imposto sobre Valor Agregado), mas se o produto não tiver um preço fixado a barganha é normal. Nestes lugares, vendedores vendem aos locais os produtos com preços bem mais baixos.

Alimentação na China
A culinária chinesa varia de acordo com a região. A China tem uma das mais ricas culinárias de todos os países. Xangai, por exemplo, é ideal para os apreciadores da boa comida. Os principais pratos são: Song Shu Gui Yu - peixe no formato de um esquilo; Qing Tang Yu Wan - Sopa de bolinhos de peixe; Chun Juan - rolinho da primavera; Yang Zhou Chao Fan - arroz frito com bacon, ovo, camarão e legumes da estação; Tofu recheado; Bolinho de arroz recheado; Caranguejo cozido no vapor; Camarão-trovão - prato que reproduz o som de trovão e chuva quando jogado em cima do biscoito de arroz para ser servido; e Camarão à moda de Xangai. Na China é interessante a variedade de petiscos e refeições-rápidas que podem ser encontradas nas barracas com os mais diversos tipos de ingredientes.

- Ganbei (Copo Vazio). É assim os chineses brindam. E eles esperam que você literalmente esvazie o copo de uma só vez. As cervejas chinesas tem um teor alcoólico mais leve do que as ocidentais - cerca de 3%; entretanto, os vinhos de arroz e os baijiu tem cerca 56% de álcool. Se quer não beber demais e continuar sendo sociável, diga "Suibian", antes de brindar. Assim você pode beber apenas metade do copo sem fazer desfeita.

Estudar na China
Existem muitas instituições de ensino na China para aprender idiomas, graduação e pós-graduação. A China é procurada também para cursos de curta-duração de literatura chinesa, caligrafia, arquitetura, leis chinesas, medicina tradicional, artes e esportes. Consulte o consulado ou embaixada da China para a permissão de visto de estudante.
Saiba mais em:
Consulados da China no Brasil
Embaixada da China no Brasil

Trabalhar na China
A China é a nova terra das oportunidades devido ao forte crescimento econômico. O maior emprego de estrangeiros no país é para ensinar inglês. Consulte o consulado ou embaixada da China para a permissão de visto de trabalho.
Saiba mais em:
Consulados da China no Brasil
Embaixada da China no Brasil

Feriados nacionais da China
Datas fixas - 01/01 - Ano Novo | 01/05 - Dia do Trabalho | 04/05 - Dia da Juventude | 01/07 - Dia da fundação do Partido Comunista da China | 01/08 - Dia do Exército | 01/10 - Feriado Nacional da fundação da República Popular da China
Datas móveis - Ano Novo Chinês (1° dia do 1° mês do calendário chinês) | Festival das Lanternas (15° dia do 1° mês do calendário chinês) | Qing Ming Jie (Começo de Abril) | Festival do Dragão (5° dia do 5° mês do calendário chinês) | Dia dos Namorados (7° dia do 7° mês do calendário chinês) | Festival dos Espíritos (15° dia do 7° mês do calendário chinês) | Festival da Lua (15° dia do 8° mês do calendário chinês) | Chongyang (9° dia do 9° mês do calendário chinês)

Calendário chinês
O calendário chinês é um calendário lunissolar (utiliza o Sol e a Lua). A partir do calendário chinês surgiu o horóscopo chinês. Cada ano possui doze lunações e um total de 354 dias. Para sincronizar com o ciclo solar (365,25 dias) são acrescentados a cada oito anos 90 dias (duas lunações). No ciclo de doze anos cada ano recebe o nome de um animal: rato, boi, tigre), coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão e porco.

Datas do Ano Novo Chinês
2008 - 7 de fevereiro - Ano do Rato
2009 - 26 de janeiro - Ano do Boi
2010 - 14 de fevereiro - Ano do Tigre
2011 - 3 de fevereiro - Ano do Coelho

Dicas de viagem na China
• Os avisos para áreas de não-fumantes podem estar apenas em chinês.
• Cuide de seus pertences em trens.
• Em algumas cidades as companhias de táxi utilizam o sistema de estrelas para seus motoristas. As estrelas ficam visíveis aos passageiros. Um motorista cinco estrelas é aquele que tem bons conhecimentos da cidade, direção defensiva, entre outras qualidade. Se você pegar um táxi com um motorista sem estrelas, peça para sair.
• Em opções mais baratas de hospedagem pergunte se o hotel tem água quente durante as 24 horas.
• Nem todos os banheiros tem vaso.
• Durante uma refeição com habitantes locais é esperado que o visitante faça um brinde e beba um copo com cada pessoa presente.
• Cuidado com as falsas antiguidades nos mercados de pulgas. As peças tendem a ser cópias quase perfeitas.
• Evite notas de 50 e 100 yuans. Muitas delas são falsificadas. Não é considerado rude recusar notas e pedir para trocá-las caso desconfie de sua veracidade.
Itens proibidos na China - em todo o território chinês são proibidos qualquer peça ou ato de apoio à independência do Tibete, Taiwan ou qualquer outra parte integrante do país. Os livros do Dalai Lama e os filmes "Kundun" e "Sete Anos no Tibete", por exemplo, são proibidos no país. Guias que trazem Taiwan como país independente também não são permitidos, assim como livros de algumas religiões. Bíblias são permitidas apenas no idioma do visitante. Livros e prática da Falun Gong (Falun Dafa) são expressamente proibidos. Jamais traga qualquer item que insulte a imagem de Mao Tsé-Tung (Mao Zedong), do Partido Comunista Chinês, do governo do país ou da própria China.
• Evite caminhar à noite pelas ruas das grandes cidades. Utilize sempre táxi ou carro.
• O acesso à internet em cyber cafés é comum e barato na China. Muitos sites são bloqueados pela censura chinesa, que incluem sites de hospedagem, serviço de blogs, enciclopédias em chinês e notícias em inglês.
• Veja as informações da embaixada e dos consulados da China no Brasil com endereço, telefone, fax, e-mail, site oficial, horário de atendimento e mais informações importantes para a sua viagem. Saiba mais em:
Consulados da China no Brasil
Embaixada da China no Brasil

Telefones úteis na China
O código internacional da China é 86. Os códigos de Hong Kong (852), Macau (853) e Taiwan (886) são diferentes. Os números telefônicos têm oito dígitos na maioria das cidades, além dos dois dígitos do código de área. Telefones móveis não precisam do código de área. Alguns telefones celulares funcionam apenas em uma cidade específica. Veja abaixo a lista de telefones úteis na China:
• Polícia - 110
• Bombeiros - 119
• Ambulância - 120 ou 999
• Acidentes de trânsito - 122
• Direitos do Consumidor - 12315

Informações atualizadas em 02.06.2008.

Destino de Viagem - China - Xangai / Shangai

Ficha da China
Bandeira da China
  Brasão da China
Bandeira da China Brasão da China

Nome - Zho-nghuá rénmín gònghéguó | República Popular da China
Origem do nome -
Continente - Ásia
Gentílico - chinês
Lema -
Capital - Pequim
Cidade mais populosa - Xangai
Língua oficial - chinês (mandarim)
Governo - República comunista
Área - 9.596.960 km² (3º)
População - 1,306 bilhão - 2005 (1º)
Densidade - 136,1 hab./km²
PIB (PPC) - US$5,33 trilhões (2º)
PIB per capita - $4,057 USD (85º)
IDH - 0.777 (81º) – médio
Mortalidade infantil - 29.61/mil nasc. (84º)
Moeda - Renminbi (Yuan) (RMB¥)
Fuso horário - (UTC+8)
Código de Internet - .cn
Código telefônico - +86

Hino nacional da China: Hino nacional da China - "A Marcha dos Voluntários" - Escute o Hino Nacional da China em Mp3

Mapa da China
Mapa da China